PM_IRRAS.jpg

PM-IRRAS

Applications on metal surfaces

  • Submonolayers, monolayers
  • Ultrathin layers or coatings
  • Biomolecules
  • Corrosion processes
  • Sample measurements without reference measurements
  • Water vapour free spectra
PMA50_open.jpg
PMA50 module for polarization and modulation experiments

 

O método

“Espetroscopia de infravermelho de reflexão-absorção” (IRRAS) é uma técnica de análises estabelecida para a caracterização de matéria adsorvida e de camadas finas sobre superfícies metálicas. Em experiências de IRRAS, a amostra é investigada em geometria de reflexão sob incidência rasante (normalmente, 80°). A sensibilidade deste método pode ser aumentada significativamente através da aplicação da técnica de modulação de polarização (PM). Especialmente as absorções atmosféricas perturbadoras, provocadas pelo vapor de água e pelo CO2, são, desta forma, eliminadas. A técnica PM-IRRAS tira partido das diferentes absorções de luz polarizada p e s em grandes ângulos de incidência. As camadas ultrafinas sobre as superfícies metálicas interagem com a fração de luz polarizada p, mas não com a polarizada s. O PM-IRRAS estuda a modulação de alta frequência entre a polarização s e a polarização p, permitindo a medição simultânea de dois sinais: 1. a diferença espetral entre a luz polarizada s e p e 2. o espetro de soma correspondente. O módulo PMA 50 é capaz de adquirir dados em simultâneo, através da utilização de um ADC de dois canais de 24 bits. Comparativamente ao clássico método IRRAS, a medição de dois canais do PMA 50 oferece uma vantagem essencial: deixa de ser necessária uma medição de referência! Deste modo, é possível estudar minuciosamente os filmes muito finos, as moléculas adsorvidas da fase gasosa e as (sub)monocamadas orgânicas em superfícies refletoras.

 

Instrumento

O PMA 50 foi desenvolvido especificamente para a espetroscopia de infravermelho de polarização modulada. Além de métodos baseados no dicroísmo linear, como o PM-IRRAS, este permite também a investigação do dicroísmo circular, p. ex., a espetroscopia VCD. Todos os componentes óticos e eletrónicos estão especialmente otimizados para a modulação de polarização, que é gerada por um modulador fotoelástico (PEM) integrado. O módulo PMA 50pode ser acoplado aos espetrómetros FTIR das séries INVENIO e VERTEX da Bruker, proporcionando uma sensibilidade e flexibilidade inigualáveis. Além disso, o espetrómetro também pode ser utilizado para outras aplicações. Ao contrário da configuração VCD , onde a amostra é medida em transmissão, numa experiência de PM-IRRAS, a luz infravermelha é refletida por uma superfície metálica e detetada de seguida. A unidade com lente e detetor está montada sobre uma calha de aço arqueada, a qual pode ser movida para ajustar o ângulo de incidência, de modo a proporcionar a máxima flexibilidade ao utilizador. Graças a este design elaborado, o ângulo de incidência (em relação à superfície normal) pode ser fácil e continuamente ajustado entre os 70° (opção: 32°) e os 90°. Além disso, o PMA 50 permite uma comutação rápida e simples entre a PM-IRRAS e a configuração VCD.

Solicitar mais informações