INVENIO_Touch_TGA_IR_NETZSCH_Iris.jpg

A análise termogravimétrica (TG) segue as alterações na massa da amostra em função da temperatura e/ou do tempo. A TG fornece informações de característica referentes à composição da amostra medida, especialmente a quantidade dos vários componentes e seu comportamento térmico. Além disso, podem ser feitas medições adicionais, tais como a análise cinética da decomposição térmica.

A identificação dos gases liberados diretamente pela amostra ou durante o tratamento térmico não pode ser feita somente por análise térmica. Contudo, o acoplamento de um método de espectroscopia, como a Espectroscopia de Infravermelho Próximo por Transformada de Fourier (FT-NIR), é uma excelente solução. A espectroscopia de IR é uma técnica clássica, que depende da interação da radiação infravermelha com momentos de vibração bipolar das moléculas. A técnica proporciona, com exceção de moléculas diatômicas homonucleares e de gases nobres, um espectro característico de cada uma das substâncias.

Bruker's TG-FTIR interface can couple INVENIO, TENSOR and VERTEX Series FTIR spectrometers to a TG system.
Bruker's TG-FTIR interface can couple INVENIO, TENSOR and VERTEX Series FTIR spectrometers to a TG system.

Essa combinação produz uma técnica analítica eficaz que combina a capacidade quantitativa de TG e as capacidades qualitativas da espectroscopia de FT-IR.

A solução TG-FT-IR é útil para uma vasta gama de aplicações, incluindo:

  • Explosão gasosa de materiais
  • Detecção de resíduos
  • Análise dos aditivos
  • Análise dos processos de envelhecimento
  • Análise competitiva
  • Caracterização de materiais naturais e matérias-primas
  • Comportamento de dessorção
  • Análise de processos de síntese
  • Análise de processos de decomposição
FT IR Clay

Três formas de conectar a FTIR a TG:

Acoplamento a uma célula de gás externa através da linha de transferência, para máxima flexibilidade do sistema FTIR.

Ler mais

Acoplamento a uma célula de gás interna através da linha de transferência, utilizando a câmara de amostras FTIR. 

Ler mais

Acoplamento PERSEUS® direto, sem linha de transferência..

Ler mais

Solicitar mais informações

O módulo externo está equipado com um detetor adicional — do tipo DLaTGS, operado à temperatura ambiente, ou MCT, refrigerado a nitrogénio líquido de elevada sensibilidade. O comutador simples controlado por computador permite a configuração de medições do compartimento de amostras ou a execução de análises combinadas TG-FT-IR.

Invenio jupiter

A sensibilidade de deteção dos compostos segue a lei de Beer. Dependendo do comprimento da trajetória da célula, da concentração e da absortividade da molécula investigada. A absortividade como constante natural não pode ser influenciada pela configuração experimental. Quanto maior o comprimento da trajetória, mais moléculas passam a qualquer momento. Por outro lado, a concentração de gás também é influenciada pelo volume da célula — e, por outro lado, pela quantidade de amostra necessária. Quanto mais baixo for o volume, maior é a concentração dos gases envolvidos.

TG Internal GasCell

Acoplamento PERSEUS termoanalisadores NETZSCH.

P E R S E U S