OPUS Quantification

OPUS/QUANT2

A quantificação de componentes ou propriedades de amostras é provavelmente a aplicação mais comum na espetroscopia NIR. O pacote QUANT2 fornece uma ferramenta completa para configurar, calibrar e validar modelos de quantificação baseados em PLS (Partial Least Squares — Mínimos Quadrados Parciais).

Os algoritmos de calibração multivariados, tais como o PLS, correlacionam a intensidade espetral (p. ex., valores de absorção), em gamas de comprimento de onda específicas, com os valores de concentração dos constituintes obtidos através de métodos de referência adequados. O trabalho de calibração exige a utilização de determinadas ferramentas, gráficos e estatísticas para obter modelos de calibração fiáveis e robustos.

Na avaliação múltipla, as avaliações de duas etapas oferecem uma dimensão adicional: modelos de quantificação aninhados permitem a otimização da precisão de métodos dentro de gamas de concentração definidas para cada componente.

 

 

1 Quantification

Principais características QUANT2:

  • Algoritmo de calibração PLS com validação totalmente cruzada e validação de conjuntos de testes.
  • Algoritmo de otimização automática de método: determinação de um modelo de calibração otimizado através de uma permutação automática de gamas espetrais e métodos de reprocessamento.
  • Número ilimitado de componentes/propriedades e até 64 000 espetros.
  • Vários métodos de reprocessamento espetral ou sequências com exibição de espetros pré-processados.
  • Seleção de conjunto de teste de amostra pelos valores de propriedade/componente ou PCA scores em múltiplas dimensões através do algoritmo Kennard-Stone.
  • Redução do conjunto de dados pela deteção e eliminação de amostras redundantes no espaço multidimensional PCA score através do algoritmo kNN.
  • Marcação a cores de espetros para acompanhamento em vistas espetrais e em todos os gráficos.
2 Quantification2
  • Matriz de correlação da concentração de referência para identificar componentes com um elevado grau de colineariedade entre os componentes individuais.
  • Identificação automática e agrupamento de amostras replicadas dentro do conjunto de dados de calibração.
  • Verificação da repetibilidade espetral e da previsibilidade para medições replicadas de amostras individuais.
  • Importação automática de valores de referência dos ficheiros de espetros ou bases de dados.
  • Proteção dos ficheiros de métodos para permitir a exclusiva utilização de instrumentos específicos, incluindo proteção por tempos definidos (requer o software OPUS/VALIDATION).
  • Assinatura eletrónica para ficheiros de métodos em conformidade com os requisitos 21CFR11 (requer o software OPUS/VALIDATION).
  • Conceção de calibrações para criar uma lista de amostras com composições não correlacionadas, com base num determinado número de componentes e gamas de concentração.
3 Quantification3